FGV é oficializada como Observadora Consultiva do Conselho dos Países de Língua Portuguesa

Qua, 09/08/2017

A Fundação Getulio Vargas foi apresentada e oficializada como Observadora Consultiva da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) na XXII Reunião Ordinária do Conselho de Ministros da CPLP, realizada em Brasília, no dia 20 de julho. A reunião contou com a participação de representantes dos governos de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

“O status de Observador Consultivo da CPLP vai possibilitar a FGV um posicionamento estratégico privilegiado nos Países de Língua Portuguesa. Teremos, a princípio, cinco cadeiras em comissões temáticas relevantes da CPLP, o que nos dará uma base sólida e privilegiada para identificação de muitas novas oportunidades de negócios nos países de língua portuguesa”, diz o professor Marcus Vinicius Rodrigues, que lidera o projeto.

O processo para a busca do status de Observador Consultivo da CPLP para a FGV foi iniciado há mais de um ano e contou com a participação de todos os colaboradores do Núcleo de Cooperação com África e Portugal (NuCAP) da Diretoria Internacional da FGV (DINT).

O Conselho de Ministros da CPLP reúne-se, ordinariamente, uma vez por ano e, extraordinariamente, quando solicitado por dois terços dos Estados membros. O Conselho de Ministros responde perante a Conferência de Chefes de Estado e de Governo da CPLP, a quem deve apresentar os respectivos relatórios. As decisões do Conselho de Ministros são tomadas por consenso.

|

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede