Guias

A cidade

Também conhecida como “Cidade Maravilhosa”, o Rio de Janeiro tem mais de 6 milhões de habitantes e é a capital do Estado do Rio de Janeiro. Reconhecido internacionalmente por elementos de sua cultura, como o samba e o Carnaval, o Rio também é um importante polo de estudos e negócios, contando com a presença de grandes empresas de diversos setores e instituições de ensino com alto grau de excelência. A cidade é dividida entre o Centro e as zonas Norte, Oeste e Sul, esta última sendo a região onde fica a sede da Fundação Getulio Vargas, no bairro de Botafogo.

Pessoas jogando altinha na praia

Idioma

Assim como no restante do Brasil, o idioma oficial é o português. Apesar disso, por conta da internacionalização devido ao turismo, oportunidades de estudo e ao mercado de negócios, é comum conhecer cidadãos locais que dominam outros idiomas, bem como encontrar turistas de outros países com afinidades linguísticas similares às suas. Há, também, a possibilidade de fazer cursos de português para melhorar o entendimento do idioma e conhecer a língua do país.

Turismo

As oportunidades de passeios turísticos no Rio são vastas e atraem milhões de pessoas durante todo o ano. Não à toa, a cidade tem uma das sete maravilhas do mundo. De braços abertos sobre a Baía de Guanabara, o Cristo Redentor é um destino inevitável se você está conhecendo a cidade pela primeira vez.  

Também existe o tradicional Bondinho do Pão de Açúcar, que proporciona uma bela vista da cidade em um passeio de teleférico. A lagoa Rodrigo de Freitas é uma ótima opção para andar de bicicleta e caminhar. O Jardim Botânico e o Parque Lage são destinos certos para fazer piqueniques e entrar em contato com a natureza. Para os que são muito apaixonados por pedalar, também é possível se exercitar no Aterro do Flamengo aos fins de semana, que fica fechado para veículos e com livre acesso para os pedestres e ciclistas.  

As praias são um show à parte, sendo as mais conhecidas – e disputadas – as de Copacabana, Ipanema e Leblon. Se estiver procurando um pouco mais de tranquilidade à beira-mar, opte pelas praias da Zona Oeste, como as da Reserva, Prainha ou Grumari.  

As construções do Rio também são apaixonantes, e vale a pena passear por todas as regiões, com foco no Centro, incluindo a Zona Portuária, para conhecer monumentos, museus e teatros. A cultura efervescente do local traz uma experiência inesquecível, com rodas de samba, shows, festas e restaurantes tradicionais que estão espalhados por toda a cidade.

Visto e registro na Polícia Federal

Para a realização de atividades acadêmicas e de pesquisa, os estrangeiros que chegam ao Brasil devem portar os devidos vistos obtidos junto ao serviço consular do Governo Brasileiro em seu país de origem. O visto deve ser solicitado com antecedência.

Após a chegada ao Brasil, os estrangeiros precisam realizar seu Registro Nacional de Migrante (RNM) junto à Polícia Federal, dentro do prazo de 90 dias. Então receberão a Carteira de Registro Nacional Migratório (CRNM), que será o documento de identidade para o estrangeiro durante sua estadia no país, garantindo sua permanência temporária. Para a realização deste registro a Escola da FGV oferecerá as orientações necessárias.

Em caso de não cumprimento desse prazo, os estrangeiros receberão multas. Por isso, é altamente recomendável que o registro e a regularização da situação do estrangeiro sejam realizados dentro do prazo. Para tirar dúvidas, entre em contato com a Coordenação de Relações Internacionais da Escola de destino na FGV.

Mais informações podem ser encontradas neste link

 

Moeda

A moeda brasileira é chamada de "Real". As notas são divididas em R$ 200, R$ 100, R$ 50, R$ 20, R$ 5 e R$ 2. Já as moedas recebem o nome de centavos e são encontradas em espécies de 5 centavos, 10 centavos, 25 centavos ou 50 centavos. O maior valor de uma moeda no Brasil é a de R$ 1. No Brasil há grande variação cambial. Cheque as cotações do Real por meio do Conversor de Moedas do Banco Central do Brasil.

Custo de vida

O custo de vida no Rio é alto, se comparado com cidades brasileiras de outras regiões do país. Na Zona Sul, os valores gastos são ainda maiores. A despesa com alimentação costuma ser, em média, a partir de R$ 600 mensais (optando por cozinhar em casa). Se preferir frequentar restaurantes, os gastos mensais podem chegar a R$ 1000 ou mais. O aluguel de um apartamento de um quarto fica em torno de R$ 1800 a R$ 2500, dependendo da metragem, mobílias, e de fatores que variam de acordo com a localidade.

O Rio também tem uma das passagens mais caras do Brasil. A mobilidade urbana na cidade pode ser feita por meio de trem, ônibus, metrô ou VLT (Veículo Leve sobre Trilhos). Calculando um gasto médio com ônibus e metrô, os valores mensais destinados ao transporte ficam em torno de R$ 300 a R$ 400, dependendo da intensidade de locomoções pela cidade.

Moradia

A FGV não oferece moradia própria para alunos, professores e pesquisadores. Recomendamos alugar um espaço próximo à FGV, para facilitar o seu dia a dia. É possível procurar lugares pra alugar em sites como OLX, Zap Imóveis e Quinto Andar, ou até mesmo andando pela cidade em busca de ofertas. Lembre-se sempre de verificar a procedência do anúncio de aluguel e evite pagar antes de conhecer o espaço ou fechar contrato. Para quem preferir, há a possibilidade de optar por serviços de coliving ou Airbnb.

A FGV tem parceria com a Uliving, nas cidades do Rio e São Paulo, oferecendo facilidade aos alunos e pesquisadores estrangeiros no momento de encontrar moradia perto das escolas.

Seguro saúde

O Brasil conta com o Sistema Único de Saúde, que oferece atendimento gratuito para todos, inclusive estrangeiros. Mesmo assim, é necessário fazer um seguro saúde para evitar imprevistos e contar com cobertura completa a qualquer momento de sua estadia no Brasil. É possível contratar o serviço em agências de viagem de seu país de origem.

Clima

O Rio de Janeiro é conhecido por suas altas temperaturas. Durante o verão, nos meses que vão de dezembro a março, os termômetros costumeiramente marcam 40°C, com sensação térmica que pode chegar a mais de 50°C. Mesmo na sombra faz calor, portanto, não se deixe enganar pelo céu aparentemente nublado. O mormaço do Rio também queima a pele, então, sempre aplique protetor solar no rosto e em partes expostas do corpo quando for sair. É recomendável levar uma garrafa com água para ajudar a amenizar o calor, além de usar boné e óculos escuros para diminuir o impacto do sol. Janeiro é conhecido como um mês de chuvas frequentes, porém breves. Já março é marcado por chuvas mais densas, que costumam alagar alguns pontos da cidade. Lembre-se sempre de sair com um guarda-chuva.

Eletricidade

A voltagem padrão é de 127v, mas alguns hotéis e apartamentos também possuem tomadas de 220v. Desde 2012, o Brasil adotou um novo tipo de tomada elétrica com três pinos. Para evitar problemas com a recarga de seus dispositivos eletrônicos, traga ou compre um adaptador quando chegar ao país.

Outros

Recomenda-se a aplicação da vacina de Febre Amarela e COVID-19 antes da viagem ao Brasil.