Quem Somos

Geral

1.
Qual o papel da Diretoria Internacional na FGV?

A DINT é responsável por fazer a ponte entre a FGV e o ambiente internacional. Ao apoiar as unidades na formulação, execução e avaliação de suas estratégias de internacionalização, a DINT contribui para fortalecer o posicionamento da FGV como think tank e instituição de ensino e pesquisa mundialmente reconhecida.

Enquanto braço internacional, é também responsável pela identificação de oportunidades e desenvolvimento de atividades tais como: pesquisa aplicada, cooperação acadêmica, consultoria de projetos, treinamento de executivos e diplomacia corporativa. Desta forma, o papel da Diretoria é estimular iniciativas que atendam às necessidades dos setores público e privado em todo o mundo. 

Saiba mais aqui.

2.
Quais são as áreas de atuação da DINT?

A Diretoria Internacional atua nas áreas acadêmica, comercial e de pesquisa, oferecendo serviços estratégicos nas áreas de economia, gestão de empresas, administração pública, educação executiva, entre outras.   

A área acadêmica lida com a gestão dos acordos de cooperação acadêmica com instituições de ensino parceiras, bem como com o apoio às Unidades da FGV no fomento e organização de oportunidades de mobilidade acadêmica.  

A área comercial oferece serviços de consultoria e diversas ferramentas personalizadas em diferentes nichos de mercado, desenvolvidas em parceria com Unidades da FGV. É, também, responsável pela coordenação de cursos de extensão, atualização e especialização dirigidos a parceiros internacionais interessados nas áreas de expertise da FGV.

A área de pesquisa, por sua vez, tem sua atuação definida em meio às demandas das áreas comercial e acadêmica da DINT. É responsável pela avaliação de cenários internacionais e geração de dados para maior embasamento de decisões. É, ainda, o setor responsável por oferecer pesquisas direcionadas de acordo com as demandas dos clientes, públicos ou privados.

3.
Como a FGV está atuando durante a pandemia?

Em face da pandemia de coronavírus (COVID-19), a Fundação Getulio Vargas tem tomado uma série de medidas a fim de reduzir os riscos de disseminação da doença e seguir com suas atividades.

A FGV criou um plano de retomada institucional que se dará de forma gradual e segura, assim que as atividades presenciais forem autorizadas. Para conhecer os protocolos com as medidas necessárias para prevenção da transmissão da COVID-19 nos estabelecimentos da FGV, acesse a cartilha de retomada

Para saber sobre como a FGV está atuando durante o distanciamento social, acesse a página do nosso Fact Sheet.

Acadêmico

1.
Quem pode se candidatar para os Programas de Intercâmbio na FGV?

Você poderá ser um aluno de Intercâmbio na FGV caso sua instituição de origem tenha um acordo de cooperação com a Escola da FGV a qual deseja candidatar-se. Você deve ser selecionado pela Instituição de origem para o programa.  

Caso sua Instituição de origem não tenha um acordo com a FGV, existe ainda a possibilidade de candidatar-se como Aluno Freemover. Nesse caso, a Escola da FGV precisa aceitar essa modalidade de intercâmbio.

Saiba mais sobre os Programas de Intercâmbio aqui.

2.
Quais são as opções de Programas de Intercâmbio nas Escolas da FGV?

As Escolas da FGV oferecem opções de mobilidade acadêmica e/ou de pesquisa em nível de graduação, mestrado e doutorado.  

As ofertas são disponibilizadas pelas próprias escolas e, para conhecer mais sobre os programas, preencha nosso formulário que lhe responderemos com maiores informações. 

3.
Como descubro se minha Instituição de Origem possui acordo com a FGV?

Para saber sobre a vigência de acordos entre uma Escola da FGV e sua instituição de origem, é necessário realizar a consulta junto ao setor de mobilidade internacional da sua instituição. Caso não haja acordo previsto ou vigente, é necessário verificar se a Escola da FGV, onde gostaria de estudar, aceita alunos Freemovers. Caso tenha alguma dúvida, entre em contato conosco e, em breve, retornaremos.

Confira aqui algumas instituições com as quais a FGV possui parceria. 

4.
Como me candidatar aos Programas de Intercâmbio na FGV?

Em primeiro lugar, é necessário ser selecionado e nomeado pela sua instituição de origem.

Após sua indicação, a Escola da FGV, em que deseja realizar o intercâmbio, entrará em contato e enviará todas as demais informações necessárias.

Em caso de interesse e/ou dúvidas, preencha o formulário aqui.

5.
Quando posso me candidatar?

É necessário verificar com sua Instituição de origem quais os prazos para a seleção de alunos intercambistas. Depois de nomeado, o estudante deverá orientar-se pelas instruções recebidas diretamente das Escolas da FGV. 

6.
Com quem devo entrar em contato na FGV para questões relativas aos Programas de Intercâmbio?

Todas as Escolas da FGV possuem uma Coordenação de Relações Internacionais, que é o setor responsável pelos programas de Intercâmbio. As escolas indicarão os coordenadores específicos para contato. Fique atento ao e-mail da Escola da FGV após sua nomeação.

7.
Em que idioma as aulas são oferecidas?

A maioria das disciplinas são realizadas em português, mas alguns programas possuem aulas em inglês.

Você poderá verificar as ofertas nos sites de cada Escola da FGV. Essas ofertas poderão estar sujeitas a mudanças.  

Ou entre em contato conosco que faremos o possível para ajudá-lo.

8.
Onde encontro a lista de disciplinas para montar o meu Plano de Estudos/Learning Agreement?

As Escolas da FGV disponibilizam a lista de disciplinas disponíveis no período letivo diretamente aos alunos nomeados.

9.
Quais custos devem ser arcados pelos estudantes durante o Programa de Intercâmbio?

Estudantes estrangeiros que desejam realizar intercâmbio acadêmico em uma das Escolas da FGV deverão arcar com seus gastos pessoais, transporte, acomodação, alimentação e seguro-viagem. A cobrança de taxas pela Escola da FGV deverá ser consultada durante o processo de candidatura do estudante estrangeiro.

10.
As Escolas da FGV oferecem bolsas de estudos?

A FGV oferece diversas modalidades de bolsas e subsídios estudantis para seus alunos, nacionais ou estrangeiros. Maiores informações aqui.

11.
É necessária a comprovação de proficiência em português?

Estudantes estrangeiros que desejam realizar mobilidade acadêmica em alguma das Escolas da FGV deverão apresentar comprovante de conhecimento em língua portuguesa ou inglesa, quando aplicável. 

12.
Quais são os documentos necessários para minha candidatura?

Os estudantes estrangeiros deverão seguir as orientações da Escola da FGV a que se destinam. Alguns documentos pessoais e imprescindíveis para a estadia no Brasil são: passaporte, Registro Nacional Migratório (RNM) e seguro-viagem.    

Os alunos serão orientados pela Escola da FGV sobre o processo acadêmico.

Informações úteis sobre as Escolas da FGV e suas instalações aqui.

Comercial

1.
Quais os serviços comerciais ofertados pela DINT?

A DINT oferece serviços de consultoria nas diversas áreas de domínio e conhecimento da FGV. Além disso, desenvolve diversas ferramentas personalizadas, cursos de educação executiva e cursos de extensão em parceria com as demais unidades da FGV e outras instituições internacionais.

Conheça nossas soluções em Assessoria Técnica.   

Saiba mais sobre nossos Programas Customizados.

 

2.
Como solicito uma proposta ou maiores informações sobre os serviços da DINT?

A consulta sobre os serviços ofertados pode ser realizada por meio dos seguintes contatos:  

E-mail institucional: dint@fgv.br ou americalatina@fgv.br  

Telefone Comercial: (21) 3799-6046

3.
Quem são nossos principais clientes?

A DINT oferece seus serviços a empresas, governos, instituições de ensino e think tanks. As soluções ofertadas buscam gerar resultados efetivos através do uso de pesquisas de mercado, preços e conjuntura, projetos de transformação digital, monitoramento, entre outras ferramentas personalizadas.

Confira aqui algumas de nossas ações.